Pombal – Entre o Município e a Coimbra Business School

Celebrado protocolo para potenciar a cooperação entre as duas instituições


Pombal 97 fm / Sociedade – Entre a Coimbra Business School - Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Coimbra (ISCAC), e o Município de Pombal, foi celebrado um ‘Protocolo Geral de Cooperação’.
Assinado por Pedro Miguel Lopes Nunes da Costa, Presidente do ISCAC, e por Diogo Mateus, presidente da Câmara Municipal de Pombal, o protocolo surgiu pela “necessidade de potenciar a cooperação entre as duas instituições, em projectos de investigação ou prestação de serviços a empresas e outras instituições comunitárias e divulgação de eventos organizados por cada um dos outorgantes”.
Ao ISCAC cabe contribuir “para a promoção da imagem do outorgante, bem como contribuir para a divulgação e apoio de eventos” organizados pela Câmara de Pombal, para além de colaborar com a autarquia através da “disponibilização dos seus recursos humanos e técnicos, em condições a acordar, sempre que tal se torne útil à concretização de projectos, quando para o efeito seja solicitado”.
A Coimbra Business School é, também, responsável por partilhar, com o Município de Pombal, “parcerias, experiências, actividades e resultados decorrentes do seu envolvimento em redes de cooperação nacionais e transnacionais” e, ainda, por “reduzir em 20% o preço anual em todos os cursos não conferentes de grau, a todos os colaboradores”.
Por sua vez, à Câmara de Pombal compete contribuir para a promoção da imagem do ISCAC e para a divulgação dos seus cursos, projectos, serviços e outros eventos, junto das empresas e instituições locais, das famílias e dos jovens “que, potencialmente, possam vir a prosseguir os estudos superiores”. Colaborar com a instituição de Coimbra “com disponibilização dos seus recursos humanos e técnicos, em condições a acordar, sempre que tal se torne útil à concretização de projectos, quando para o efeito seja solicitado” e partilhar parcerias, experiências, actividades e resultados “decorrentes do seu envolvimento em redes de cooperação nacionais e transnacionais”, também são deveres do executivo camarário pombalense.
De acordo com o protocolo - que é válido por tempo indeterminado - poderão, ainda, “vir a ser desenvolvidas medidas de concretização de projectos em benefício recíproco, que serão objecto de protocolo específico” entre as duas instituições.

97FM - Pombal Vértice Luminoso