Leiria – Vai permitir o retorno dos doentes ao meio familiar

Centro Hospitalar vai criar Unidade de Hospitalização Domiciliária


Pombal 97 fm / Saúde – Uma Unidade de Hospitalização Domiciliária (UHD) vai ser criada pelo Centro Hospitalar de Leiria (CHL), devendo entrar em funcionamento no primeiro semestre de 2019.
Este serviço permite “potenciar o retorno dos doentes ao seu ambiente familiar e reduzir os riscos do internamento convencional evitando, igualmente, estadas desnecessárias nos serviços de internamento dos hospitais, por razões alheias ao seu estado de saúde”, explica o CHL. O compromisso foi já assinado pelo Conselho de Administração do CHL e pelo Ministério da Saúde.
Para Ana Borges, vogal executiva do Conselho de Administração do CHL, “a nossa missão é, e sempre foi, garantir os melhores cuidados aos nossos utentes, dentro e fora de portas, e a criação da Unidade de Hospitalização Domiciliária é um projeto que temos preparado há dois anos”.
E salienta que, “como em tudo o que temos feito, os desafios são enormes, mas não desistimos, e conseguimos, finalmente, que nos fosse dada a oportunidade de o pôr em prática” mostrando-se ciente de que “os utentes do CHL irão beneficiar muito com este novo serviço, que lhes permitirá a mesma qualidade e o mesmo rigor dos cuidados, na sua própria casa, junto da sua família”.
A UHD representa, assim, “uma alternativa ao internamento convencional na fase aguda da doença, sempre de acordo com a vontade do utente e da sua família, e em situações menos graves em que, ainda assim, é necessário internamento, sob permanente vigilância de uma equipa hospitalar multidisciplinar”.
Segundo Alexandra Borges “estamos a criar um ‘Hospital sem Muros’, em que os utentes são acompanhados como se estivessem num serviço hospitalar, mas com uma envolvente psicológica que é mais favorável ao seu tratamento, com a presença da família e num ambiente que lhe é próximo”.
A UHD funcionará durante todos os dias do ano, 24 horas por dia, “com uma equipa multidisciplinar e em que uma visão holística do doente será o caminho a seguir”. À partida, essa equipa será composta por médico, enfermeiro, assistente técnico, assistente social, e, em caso de necessidade, integrando outros profissionais como fisioterapeuta, psicólogo, nutricionista, entre outros.

97FM - Pombal Vértice Luminoso