Figueiró dos Vinhos – Durante a última reunião do executivo

Vereador do PSD defende instalação da empresa de gestão das florestas na vila


Pombal 97 fm / Sociedade – No decorrer de uma reunião da Câmara Municipal de Figueiró dos Vinhos, realizada ontem, Filipe Silva, vereador do PSD, defendeu e propôs que a futura sede da empresa pública de gestão da floresta fique instalada na vila.
Para o autarca, a referida sede “anunciada pelo Ministro da Agricultura e Desenvolvimento Rural, Capoulas Santos, deverá ser em Figueiró dos Vinhos”. Aludindo ao debate parlamentar, aquando da discussão do Orçamento do Estado para 2018, Filipe Silva lembrou que Capoulas Santos “apresentou uma medida, para o próximo ano, da criação de uma empresa pública de gestão das florestas que, segundo ele, ‘esta empresa não se destina a gerir as matas públicas’”.
Ainda segundo o edil social-democrata, que continua a citar o Ministro, “será uma empresa que se vai colocar no mercado como uma entidade de gestão florestal, cujo principal objectivo será arrendar ou comprar terras, sobretudo na pequena propriedade, para ganhar dimensão e criar uma entidade de gestão florestal similar àquelas que pretendemos que a sociedade civil venha a criar através dos incentivos fiscais".
Assim, “atendendo ao anunciado pelo senhor Ministro, sou do entendimento que Figueiró dos Vinhos deve pugnar e defender, intransigentemente, a fixação da sede desta empresa pública de gestão das florestas em Figueiró dos Vinhos”, reforça Filipe Silva.
Justifica o seu desejo com o facto de Figueiró dos Vinhos ser “um concelho densamente florestal, sendo a floresta vital para a economia local e suas populações, onde predomina o minifúndio e a pequena propriedade em que o Estado poderá dar o exemplo de descentralização e ter um papel dinamizador no incentivo ao emparcelamento e criação de unidades de gestão sustentáveis do ponto de vista económico e do investimento”.
A proposta de Filipe Silva baseia-se, também, no facto do concelho estar “inserido nos territórios rurais de baixa densidade”, ter sido “severamente atingido e fragilizado pelos incêndios florestais de 2017 e também por um imperativo de justiça e equidade uma vez que Pedrógão Grande viu ser transferida a sede da Unidade de Missão para a Valorização do Interior, o que, por maioria de razão, Figueiró dos Vinhos merece e reúne as condições para poder acolher a sede desta nova empresa pública que poderá ser catalisadora de uma nova esperança de desenvolvimento para esta região”.
Perante isto, exortou o executivo municipal figueiroense, liderado pelo socialista Jorge Abreu, a ter “uma postura reivindicativa perante o Governo, cuja oportunidade e alcance da medida será, seguramente, benéfica para o concelho e para toda esta região”.



(Texto escrito com a antiga grafia)

 

97FM - Pombal Vértice Luminoso