Alvaiázere – Ultrapassa os 10 milhões de euros

Câmara Municipal aprova por maioria o Orçamento para 2018


Pombal 97 fm / Sociedade – A Câmara Municipal de Alvaiázere aprovou, por maioria, o Orçamento e as Grandes Opções do Plano para o próximo ano.
No decorrer da sua última reunião, levada a cabo na quarta-feira, o Município de Alvaiázere viu aprovado, com os votos favoráveis dos edis social-democratas, o Orçamento e as Grandes Opções do Plano para 2018.
“Ainda que convidados para uma reunião informal de preparação do orçamento, os vereadores do PS mostraram-se indisponíveis para tal, não apresentando qualquer proposta para discussão na reunião, nem no período de manifestação de opinião que lhes é concedido pelo estatuto do direito de oposição, antes da discussão e aprovação do mesmo em sede de reunião de câmara”, refere a autarquia alvaiazerense.
O Orçamento para o próximo ano é superior a 10,6 milhões de euros, “representando um aumento global do seu valor em mais de 7%, face ao orçamento de 2017”, conta a autarquia.
Segundo se pode ler em nota do executivo camarário liderado por Célia Marques, “as áreas de intervenção municipal que irão receber mais investimento estão em linha com as prioridades de acção política do executivo”. De resto, sublinhe-se, tais medidas foram traçadas pela presidente da Câmara Municipal, aquando da sua tomada de posse, após o último acto eleitoral.
Para o próximo ano, o Orçamento contempla um conjunto de medidas ligadas ao desenvolvimento económico que ascendem a 1.353.500 de euros. “Ou seja, um reforço de mais de 80%, em relação ao orçamento de 2017, para a execução de projectos concretos que permitirão criar mais emprego em Alvaiázere”, justifica a autarquia.
Como exemplo disso, o Município alvaiazerense indica a “requalificação e alargamento da Zona Industrial de Troia ou a criação da Plataforma de Desenvolvimento Empresarial, a instalar no edifício da antiga escola do primeiro ciclo de Alvaiázere”, salientando que, no total, cerca de 1/5 do valor global das Grandes Opções do Plano “são para o estímulo e o apoio à actividade empresarial”.
Também o reforço da capacidade de acção das Juntas de Freguesia, “melhorando a sua autonomia financeira, capacitando-as com mais recursos financeiros que possibilitarão maior eficácia no cumprimento das competências que lhes foram delegadas”, foi aumentado.
O mesmo sucede, de resto, relativamente às famílias e às crianças do concelho, que não vão pagar manuais escolares até ao término do 2º ciclo, nem refeições até à conclusão do quarto ano de escolaridade. Com isto, a autarquia “pretende facilitar a vida familiar, oferecendo soluções que compatibilizem o calendário escolar com a actividade profissional dos seus encarregados de educação, pelo que o presente orçamento possibilitará a oferta de actividades que ocupem as crianças e os jovens durante os períodos de interrupção lectiva”.
“O grande objectivo deste orçamento é poder tornar o concelho de Alvaiázere mais atractivo à fixação de pessoas, através do estímulo à criação de emprego e da criação de medidas sociais de apoio à família e geradoras de melhor qualidade de vida”, justifica o executivo alvaiazerense.


(Texto escrito com a antiga grafia)

 

97FM - Pombal Vértice Luminoso