Em causa a fusão de agrupamentos

Um abaixo-assinado de contestação à fusão dos Agrupamentos de Escolas de Ansião e de Avelar, foi entregue na Direcção Regional de Educação do Centro (DREC).


O presidente do Conselho Geral do Agrupamento de Escolas de Avelar, que integrou uma delegação incumbida da entrega, considerou que os níveis dos projectos desenvolvidos no seu Agrupamento vão ficar em causa com a fusão com o Agrupamento de Ansião. “Tínhamos um crédito de 95 horas o ano passado e com a fusão os dois agrupamentos vão ter só 22 horas”, disse. Segundo José António Abreu, o corte drástico no crédito horário coloca em causa a realização de vários projectos como a ‘Sala de estudos da Matemática’ ou as ‘Aulas coadjuvadas de Matemática’. A todas as escolas é atribuído, anualmente, um número de horas em função dos projectos que desenvolvem mas, como o Agrupamento de Avelar apresentava muitos projectos, tinha um bom crédito horário. Com a fusão dos agrupamentos, o crédito horário vai ser substancialmente reduzido porque o outro Agrupamento não desenvolveu tantos projectos. Uma delegação composta por um professor, um funcionário e um representante dos encarregados de educação do Agrupamento de Escolas de Avelar foi recebida pela directora regional de Educação do Centro a quem foi entregue o referido abaixo-assinado, no qual são enumeradas várias razões consideradas graves para os dois agrupamentos, com a sua fusão. José António Abreu referiu que, para além das razões apontadas, os documentos entregues sublinham igualmente que os dois Agrupamentos perdem, com a anunciada fusão, a sua autonomia de gestão, e concretizou que o “Conselho Geral não foi ouvido, as autarquias não foram ouvidas e a Carta Educativa do concelho não foi respeitada”. O presidente do Conselho Geral o Agrupamento de Escolas de Avelar adiantou que, no encontro, a responsável pela DREC comunicou que a fusão dos dois agrupamentos era uma decisão que estava tomada, adiantando que, no futuro, vai tentar falar com outras entidades. O Agrupamento de Escolas de Avelar conta com 500 alunos, desde o jardim-de-infância até ao 9.º ano de escolaridade, enquanto cerca de mil alunos frequentam o Agrupamento de Escolas de Ansião, que lecciona desde o ensino pré-escolar até ao 12.º ano e a nova unidade resultante da fusão dos dois agrupamentos, será dirigida por uma comissão administrativa provisória no próximo ano lectivo.

 

97FM - Pombal Vértice Luminoso